Aplicação do vidro na construção civil

 

Numa explicação simples, os vidros devem ser considerados por seu desempenho estrutural – resistência às solicitações de vento, a cargas acidentais etc. Há o desempenho relacionado à entrada de luz e à visibilidade através do vidro e o desempenho acústico, muito importante quando se pretende que o vidro reduza o nível de ruído ao adequado uso do edifício. Para hospitais ou instituições de ensino, por exemplo, os níveis são mais baixos. Para edifícios de escritório admitem-se níveis mais elevados, mas as normas brasileiras e as internacionais sempre limitam esses níveis de acordo com as frequências dominantes do ruído externo – ruídos de baixa frequência incomodam mais e são mais nocivos que os de alta. Adicionalmente, o vidro deve contribuir para o conforto térmico do ambiente interno, ou seja, tem que controlar a passagem de calor de um lado para outro. Em países de clima frio, o uso da calefação gera grandes custos e o que se pretende dos vidros é que permitam que o calor penetre no ambiente durante o dia, mas não deixem o calor sair durante a noite ou em períodos com temperatura externa muito baixa. Já nos países de clima quente, principalmente nos trópicos – nosso caso – o que se procura é barrar a entrada de calor durante o dia e permitir que ele saia com facilidade nos períodos com menos radiação e à noite. (Fonte: http://www.forumdaconstrucao.com.br/conteudo.php?a=33&Cod=1540)

A Abra Vidro criou um manual de aplicação do vidro na construção civil, mostrando a diferença entre os tipos de vidro e onde cada tipo deve ser utilizado, por exemplo, você sabia que pela norma ABNT, todo e qualquer guarda corpo de vidro, deve usar o vidro Laminado e não o utilizando há risco de morte?Sabia que no Box de banheiro o vidro deve ser temperado? E se possuir uma película de segurança é melhor ainda!Veja nesse manual onde cada tipo de vidro deve ser aplicado.
 

Em relação à: Estética Física
O vidro, segundo o arquiteto Ian Ritchie, é um sólido caótico e belo e sua onipresença é testemunho da sua versatilidade e, também, da engenhosidade do homem, limitada apenas por nossa compreensão incompleta da sua materialidade. Por ser um material à base de sílica e permeado por óxidos metálicos, ele pode tornar-se transparente, opaco, branco ou, ainda, qualquer grau entre um desses níveis. Se olharmos perpendicularmente a uma superfície transparente, não podemos vê-la, mas sua impermeabilidade pode controlar, por exemplo, a passagem de ar, água, ruído e sujeira.

 O vidro racha com muita facilidade para que sua performance seja totalmente previsível. Este problema fundamental do vidro como material construtivo desafia a industria para superar este problema a nível molecular, mantendo as propriedades óticas e as qualidades superficiais que apreciamos.Portanto, o vidro ainda é imprevisível. Nós podemos prever e controlar suas características estáticas, transparência, índice de refração e cor. Também podemos prever e controlar características dinâmicas do vidro (por exemplo, o vidro fotocrômico). No entanto, na engenharia estrutural, assim como em outros campos, a necessidade fundamental é prever o comportamento com cada vez maior eficiência e alcançar melhor performance. (Fonte: https://sites.google.com/site/arquiteturaemvidro/aspectos-esteticos)

 

 

Compartilhar
Please reload

Destaques

Nossa empresa atende aos mais diversos projetos arquitetônicos, fabricando sob medida e criando soluções inovadoras. 
Para um orçamento, agende seu ho...

Trabalhamos com produtos de alto padrão

14.03.2017

1/1
Please reload

Recentes